We'll Take Manhattan: fotografia e romance nos anos 60


Passeando pelo Tumblr dias atrás vi umas fotos que muito me agradaram da minha atriz ruiva favorita. Apaixonada por fotografia como sou, fui atrás de saber de onde era aquilo e só fiquei quieta quando achei um arquivo que, mesmo com baixa qualidade, não conseguiu tirar nem um terço da beleza do negócio. E é aí que entramos no assunto: descobri We'll Take Manhattan.

O filme conta a história de David Bailey (Aneurin Barnard), fotógrafo britânico recém contratado pela Vogue e escalado para fazer um projeto em Nova York. Considerado rude e até rebelde, Bailey só aceita fazer o trabalho com a modelo de sua escolha, Jean Shrimpton (Karen Gillan). Jean era nova no ramo, mas chamou a atenção do fotógrafo logo no primeiro encontro, e ele afirmava que ninguém tinha mais potencial do que ela. Com o desenvolvimento da relação de ambos, Bailey, que era casado, tem um caso com Jean, que não demora muito para virar sua musa e ajudá-lo a se tornar um dos fotógrafos mais renomados da história.

Antes de tudo, a história é real. O próprio David Bailey assistiu e mandou uma mensagem a Barnard dizendo que gostou muito do trabalho. Dado o veredito dele, aqui vai o meu: esse é o filme mais bonito que eu já vi, visualmente falando. Dentro de uma história verídica, com romance, drama, moda e revolta, o que mais me chamou atenção foi a fotografia. Por ser esse o tema principal, toda cena está envolvida numa atmosfera artística, calculada, no ângulo certo, com a iluminação propícia, e o resultado é maravilhoso.

Claro que não demorou nem 5 minutos depois de terminar o filme para pesquisar sobre a modelo e o fotógrafo na vida real, e confesso: estou apaixonada. As fotos originais são lindíssimas, e deu pra reconhecer claramente em que momento do filme elas estavam inseridas e em que situação foram registradas. Na época, anos 60, pessoas famosas eram apenas as ricas e com títulos, e não existia a chamada "cultura jovem". Com esse ensaio, Bailey e Jean conseguiram mudar todo esse contexto, já que os dois vinham de baixo e se tornaram o casal pop da época, sendo Jean considerada até hoje a primeira super modelo da história.

Coloquei as fotos originais ao lado das fotos do filme pra admirar como conseguiram refazer tudo de novo e ainda deixar espetacular:




E tem mais: a trilha sonora é daquele jeito que os anos 60 sabiam como fazer. Meus olhos brilharam quando tocou Ella Fitzgerald na chegada deles em NY.  Um dos últimos comentários de Bailey no filme é sobre uma música dos Beatles (que também fazem parte da trilha sonora), que na época ninguém conhecia ainda, dizendo que era uma bosta. Anos depois ele viria a fotografar a banda.

Além da estética, o romance no enredo é bem interessante. Mesmo Bailey sendo aquele típico bad boy britânico rebelde, grosso e que acha que sempre está certo, ele realmente demonstra o fascínio que tinha por Jean, e como acreditou nela quando ninguém conseguia. Na vida real, o fotógrafo já chegou a dizer que ela era a modelo mais barata do mundo, porque com apenas metade do filme fotográfico ele já conseguia o resultado que queria. Quesito de informação para quem vier a shippar o casal como eu: o filme deixa em aberto, mas na vida real eles acabaram noivos e se separaram depois de anos de relacionamento.

Para conhecer um pouco mais do trabalho do casal, aqui tem alguns do Bailey e nessa página da Vogue tem uma seleção de várias fotografias da Jean ao logo da sua carreira. 

Quero sair indicando esse filme pra todo mundo que gosta de fotografia, romances complicados da vida real e pessoas que vão além do possível para mudar a opinião alheia. E pra quem não gosta de nada disso, indico mesmo assim. Compraria o DVD só pra ver tudo de novo, dessa vez em qualidade boa, porque vale a pena. E se ainda não consegui convencer vocês, podem ficar com o trailer em HD que em 1 minuto consegue ser mais bonito do que minha vida inteira:



12 comentários:

  1. Denise, como uma apaixonada por fotografia, fiquei curiosa! Vou procurar pra assistir!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Procura sim, Nana! Vale muito a pena, é lindo!

      Excluir
  2. Se tem Karen Gilian já quero. Ainda mais se de brinde ainda vem uma fotografia incrível. Sou apaixonada por fotografia (uma pena eu ser uma péssima fotógrafa), então tenho certeza de que as chances de eu gostar desse filme são enormes. Fiquei impressionada com a veracidade da produção, quando se tratando das fotos. Tá tudo tão lindo que eu tô querendo ir agora mesmo atrás do filme pra assistir.
    Beijo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Foi exatamente o que pensei, ela tá lindíssima, Ceci. E a fotografia, aff, sem comentários! Só amor. <3 BBC dá um show em qualquer produção, já aceitei isso. Vai atrás ou vem aqui pra gente assistir. Beijo.

      Excluir
  3. amo fotografia e nesse estilo retro me apaixono mais ainda!
    adorei

    beijos!
    www.pequeninita.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Esse estilo retrô clássico é bem legal, né? A fotografia fica mais linda ainda. Beijo!

      Excluir
  4. DEEEEE PRECISO VER ESSE FILME!!! Parece realmente ser demais! Amei as montagens que vc fez com as fotos originais e as do filme! Achei LINDO! lindo lindo lindo!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. NAT, ASSISTA!!!! Tu vai ficar chocada nos looks e nos penteados, tudo lindo! Tem todo aquele ar Vogue que lembra Blair Waldorf. Lindo lindo lindo mesmo!

      Excluir
  5. Fiquei apaixonada pelas fotografias, juro que fiquei com muita vontade de assistir ao filme!
    Vou ver se consigo encontrá-lo, mas parece ser tudo muito lindo mesmo, de verdade :)
    Ótima indicação, beijos!

    www.entorpecendo.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada, Mari! Procura sim, prometo que você não vai se arrepender, a produção toda é linda. Assista e me diga o que achou. Beijo!

      Excluir
  6. To chocada com esse comparativo lado a lado! Eu amo fotografia e amo NYC com certeza preciso assistir!
    Beijos!!!
    www.amandahillerman.wordpress.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O comparativo me deixou babando também, fui atrás do ensaio original pra fazer e é tãoooo lindo! Veja e me diz, os takes em NYC são de ficar babando. Beijoo!

      Excluir

 
© Pequena Lotte Todos os direitos reservados :: voltar ao topo